São Francisco do Sul

… 61,5 milhas e 10 horas depois, chegamos a São Francisco do Sul, já em Santa Catarina. A cidade é linda, com muita história, prédios antigos, museus e um  charme do “tipo Paraty”. sfsnoite Na verdade uma ilha que no passado era muito movimentada por causa de uma companhia de navegação que colaborou muito com o desenvolvimento da região. Hoje, em seus galpões conservados, há o Museu Nacional do Mar,  com muitas embarcações e contando a história da relação do homem com o mar. No momento acontece a XXI Festilha, uma festa que comemora o aniversário do município e as tradições gauchescas, conforme nos explicou a secretária de turismo ontem à noite. Dança, música, comidas típicas e cerveja. Não dá pra achar ruim né ??!!
chegada1 A hospitalidade que encontramos aqui em São Francisco do Sul foi excepcional.
Na chegada oficial em “barqueata”, fomos recebidos um a um, comandante a comandante, tripulante a tripulante pelo Prefeito Municipal, pelo vice-prefeito, pela Rainha e Princesa da cidade, pela Secretária Municipal de Turismo, pelo representante do Governador do estado de Santa Catarina e pelo Cônsul Honorário da França em Joinvile. Ganhamos cada um passaporte da cidade com uma medalha de Santa Catarina chegada2 e fomos encaminhados para um almoço oferecido pela Prefeitura, através Univali de Itajaí, e que mantém o curso de gastronomia.
No “rega-bofes”, nosso Comodoro Zanela homenageou o Prefeito que prometeu uma marina pública para receber os navios e os veleiros de cruzeiro… quem viver verá…
O serviço e comida irrepreensíveis. Um menu francês, regado a vinhos, rose, branco e tinto. Digno de reis.
Os Iate Clubes e as Prefeituras do Sudeste definitivamente precisam aprender com o pessoal do Sul. Sorrisos, festas, abraços e conversa franca. Só pra deixar uma pontinha de vontade, aí vai o menu:

servico

“Amuse Bouche”: Caldinho de feijão com torresmo, couve e laranja
“Entrada”: Terrine de camarão com mix de folhas verdes e molho de iogourth com hortelã.
“Prato Principal”: Mignon ao molho bourguignonne, acompanhado de gratin douphinois (batatas em lâminas, dispostas em camadas e gratinadas) e cebola caramelizada.
“Sobremesa”: Parfair de banana e fondant praliné (uma espécie de bolo de chocolate e amêndoas) com sauce anglaise de café.

Nada contra o churrasco, mas esse banho da civilização do velho mundo não fez mal a ninguém…

😉

prato1aprato1

Sobre Ricardo Amatucci

Trabalhar com amor, afinco e seriedade. Chegar lá será a consequência!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

3 respostas a São Francisco do Sul

  1. Rogerio diz:

    Olá amigos do Tangata Manu, aqui é o Rogerio, filho do Leonel do Millenium Star, que esteve com vocês em Paranaguá e São Francisco. Parabéns pelo blog e pelo site, vou acompanhar as próximas pernas – às quais infelizmente não poderei estar – por aqui. Bom rever fotos do nosso almoço francês, já deu água na boca novamente. Boas velejadas e um abraço!

  2. JOAO PAGOTO diz:

    Ola amigos, encontrei suas historias em uma pesquisa sobre o Canal do Varadouro pois, apesar de ser paranaense, conhecer milhares de km do novo e do velho mundo, nao conheco o dito canal. Fiquei com inveja de voces. Obrigado pelo elogio aos sulinos.
    Conformar-me-ei com o rango de Santa Felicidade para qual estao convidados.

    • tangatamanu diz:

      Olá João, obrigado pelo comentário. Quem sabe um dia nos encontramos por aí…
      Abração. Ricardo, Diana e Heleninha.

Os comentários estão fechados.