Farinha, Maria… farinha…

























Não é que ela me atentô? Eu disse que a tapioca tava sem sal e ela zangou. Depois apreguntô se eu queria mais farinha no feijão. Eu disse que se ela queria podia por. E lá veio ela com uma maria-farinha e jogou no meu prato. Eita bichinha mácriada. Fogosa. Mas mácriada…
Tem nada não. Adispois nóis se acerta…

Sobre Ricardo Amatucci

Trabalhar com amor, afinco e seriedade. Chegar lá será a consequência!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.