Expedição Tietê-Paraná – Dia 10

Continuamos a descida da expedição após ficarmos confortavelmente estabelecidos na casa do Sérgio Gaudio. Na saída ele nos acompanhou até a eclusa de Promissão, descendo 25 metros com um empurrador de chata. Na saída, ondas grandes do empurrador, chacoalhou a todos. No caminho passamos pelo trecho mais perigoso e preocupante, o antigo Salto do Avanhandava, uma cachoeira demais de 40 metros de queda onde existe ainda uma barragem submersa que foi parcialmente aberta para a passagem da hidrovia. Lá, há algumas bóias apenas – outras não estão no lugar – e deve-se passar pela estreita pasagem porque fora dela o calado é de 0,5 metros! Passado esse pedaço o Tietê se abre e o perigo desaparece.
Com mais de 11 horas, chegamos ao Buritama Náutico que nos esperava com o Prefeito, a Secretária de Esportes e Turismo, Rosa Teresa, além do Presidente do clube André Bearari que nos deixou muito à vontade.
O clube é muito bonito e bem cuidado com gramados bem cortados, uma linda praia com as águas cristalinas do Tietê, banheiros grandes e limpos, banho quente, churrasqueiras, enfim, um belo clube. Pelamanhã, após reabastecermos os barcos partimos para a eclusa de Promissão, que é dupla. Passa-se uma e cai-se na segunda, com mais de 40 metros de descida !

OBS . Sr. Nelmar Luna, o Nelson, a Andréa e a Débora estão mandando um beijão. Estão todos bem e pescando tucunarés !

Viaje conosco pelo Tietê

Sobre Ricardo Amatucci

Trabalhar com amor, afinco e seriedade. Chegar lá será a consequência!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

3 respostas a Expedição Tietê-Paraná – Dia 10

  1. marina luna diz:

    Boa noite, quem esta deixando esse recado é a filha da Andrea e do Nelson Luna, gostaria de falar para eles que todos aqui em Bauru estão com muitas saudades, esperamos a volta de vocês e que essa viagem seja muito boa, e que Deus esteja sempre com vocês, para guia-los nessa expedição.
    Abraços e beijos

Os comentários estão fechados.