Porque você deve fazer o Costa Leste


A primeira edição do que mais tarde viria a ser batizado Cruzeiro Internacional da Costa Leste aconteceu em 1987. A ideia do velejador Newson Campos e de seu amigo Paulo Monteiro era chegar à ilha de Fernando de Noronha. Resolveram, então, chamar os amigos e seguir em flotilha. Newson e Paulo garantiram o sucesso da empreitada organizando a subida pela costa com aproximadamente 20 veleiros. Eles partiram do Rio de Janeiro com destino a Recife, parando em diversos clubes e lugares aprazíveis pela costa.
Apesar do sucesso da primeira edição do cruzeiro em grupo, muito tempo se passou até que outro fosse organizado: somente em 2004 os dois amigos decidiram repetir a façanha, agora batizado definitivamente de Cruzeiro Costa Leste. Para realizar essa nova empreitada, chamaram um terceiro amigo, François Moreau, para ajudar na organização. A partir dessa edição, o Costa Leste tomou formato de evento. Foram organizados cursos, workshops e encontros, voltados para auxiliar os comandantes e tripulantes que iriam fazer uma viagem mais longa pela primeira vez. Essa segunda edição do Costa Leste foi um novo sucesso, reunindo uma flotilha de 36 veleiros.
Em 29 de julho de 2006 largaram 42 veleiros do Iate Clube do Rio de Janeiro para a terceira edição. Em junho de 2007, durante o V Encontro Nacional da ABVC, a Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro, acontecido em Angra dos Reis (Porto Marina Bracuhy – RJ), François Moreau procurou a ABVC, propondo que a associação assumisse a organização do evento. Após um período de conversas e reflexões, além de algumas reuniões, no dia 28 de setembro de 2007 foi firmado um termo de compromisso entre o realizador Iate Clube do Rio de Janeiro e a ABVC, onde a entidade dos velejadores assumiria o compromisso de manter e organizar o Cruzeiro Costa Leste. Na foto, da esquerda para a direita, François, eu (à época Presidente da ABVC) e Fernando Sheldon (fundador da ABVC), quando da passagem da bandeira histórica utilizada no segundo Costa Leste para a ABVC.
Em 2008 pela primeira vez o Cruzeiro Costa Leste foi realizado com uma parceria com os organizadores da Refeno, de maneira que os integrantes do Costa Leste e os associados da ABVC pudessem ter algumas regalias e prêmios, em especial, o Prêmio Newson Campos em homenagem ao criador do Costa Leste. Em 2012 e agora em 2012, essa parceria se repetirá e o Costa Leste é o melhor caminho para que os velejadores façam a Refeno.
Após todo esse know-how, hoje a organização de cruzeiros em flotilha é uma das maiores conquistas da ABVC, que é colocada à disposição de qualquer velejador, associado ou não.
Esse ano a organização – da qual eu faço parte com muito orgulho – está nas mãos competentes de Maurício Napoleão, que prepara uma oportnidade única: mergulhar em Abrolhos (tendo ou não certificação), a partir do acompanhamento de instrutores de agencias credenciadas que trabalham em Caravelas. Uma idéia genial do Eduardo Moura (ex-Comodoro do Aratu Iate Clube) que nosso Presidente está encampando.
Ir ao Nordeste é um privilégio e ir em flotilha uma oportunidade segura de usufruir do conhecimento que o grupo como um todo carrega. Aprender com os mais experientes e dividir as alegrias com os menos afeitos a travessias mais longas. Uma verdadeira escola de cruzeirismo que o velejador deve ter. Se eu fosse você…

Sobre Ricardo Amatucci

Trabalhar com amor, afinco e seriedade. Chegar lá será a consequência!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Porque você deve fazer o Costa Leste

  1. José Campello diz:

    Acho a idéia excelente, embora não disponha de veleiro appropriado para esta aventura

    José Campello

Os comentários estão fechados.