Tá ficando velho é?!

Desde que nasceu, se não notou… E com a idade vem aquelas sorumbáticas lembranças de grupos de ex-alunos no Facebook, as vontades de reviver algo que já não tem como, e a cada final de ano você lembra que aquele check-up ficou pra última hora. Cai na real: açúcar era apenas uma coisa que se colocava na caipirinha – o quanto quisesse – e colesterol era coisa que nem nas propagandas de margarina apareciam, quanto mais no seu exame de sangue…
Nesse feriado estive com a Diana e a Heleninha (nem tão mais “ninha” como eu gostaria) na Ilha da Cotia e por lá apareceram dois senhores (75?) fazendo SUP (StandUp Paddle pra quem já é velho). Com ela, um salsichinha que não devem ter perguntado se queria ou não, mas ia faceiro na proa olhando pra todos os lados e sem latir, coisa importante quando o cahorro é dos outros. Como era de manhã, a câmera jazia alhures no interior do Tangata e só deu tempo pra fotografar quando eles já tinham passado. Por isso respeitosamente retirei a área glútea da imagem (clique pra ampliar). Mas fiquei pensando em como é bom envelhecer com qualidade de vida. Claro, algum dinheiro é necessário até porque uma prancha de SUP está na média, modestos 3 mil pilas. Mas quando estou na academia com a Diana nas manhãs frias de Osasco City, penso que daqui há alguns anos poderá ter valido a pena as horas de esteira e as infidáveis abdominais.
Qualquer dia eu experimento esse SUP. Quem sabe rola. Ficou curioso? Clique aqui!

Anúncios

Sobre Ricardo Amatucci

Trabalhar com amor, afinco e seriedade. Chegar lá será a consequência!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Tá ficando velho é?!

  1. Elfriede Margarete Bleidorn Galera diz:

    Amei!!!!

Os comentários estão fechados.